Hospital das Clínicas trata crianças com distúrbios alimentares

O Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas (Ambulim), de São Paulo, conta agora com um grupo de estudos que atende crianças e adolescentes com anorexia nervosa ou bulimia: o Protad (Projeto Interdisciplinar de Atendimento, Ensino e Pesquisa em Transtornos Alimentares na Infância e Adolescência). O centro oferece atendimento gratuito com acompanhamento multidisciplinar feito por psiquiatras, psicólogos, nutricionistas, pediatras, terapeutas corporais e ginecologistas
O Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas (Ambulim), de São Paulo, conta agora com um grupo de estudos que atende crianças e adolescentes com anorexia nervosa ou bulimia: o Protad (Projeto Interdisciplinar de Atendimento, Ensino e Pesquisa em Transtornos Alimentares na Infância e Adolescência). O centro oferece atendimento gratuito com acompanhamento multidisciplinar feito por psiquiatras, psicólogos, nutricionistas, pediatras, terapeutas corporais e ginecologistas
O paciente com distúrbios alimentares não é obeso, mas está constantemente fazendo dieta para perder peso porque tem uma visão alterada do próprio corpo. Segundo o psiquiatra Táki Cordás, chefe do Ambulim, era raro, há uma década, encontrar crianças com comportamento obsessivo para emagrecer. Hoje, a ocorrência é maior. “Temos notado a ocorrência desses problemas em jovens a partir dos dez anos de idade, por isso resolvemos criar o centro”, afirma.

Para Cordás, o processo prematuro de erotização e valorização do corpo está causando o aumento dos casos de anorexia nervosa e bulimia entre crianças e adolescentes. Esses distúrbios prejudicam o organismo ainda em fase de crescimento, causando retardo no desenvolvimento sexual e na formação óssea.

Segundo a médica Bacy Fleitlich, coordenadora do Protad, os pais devem ficar atentos a mudanças nos hábitos do filho. Quem sofre de distúrbio alimentar pode, por exemplo, começar a pular refeições, adotar restrições alimentares drásticas e passar a contar calorias compulsivamente.

O tratamento dos distúrbios alimentares inclui terapia -individual e familiar- e acompanhamento nutricional e médico. Quando iniciado precocemente, é bem-sucedido em 50% dos casos.

As inscrições para tratamento no Protad devem ser feitas no Ambulim. Mais informações podem ser obtidas pelo tel. 0/xx/11/3069-6975, de segunda à sexta-feira, das 8h às 14h.

Fonte: Folha de S.Paulo Equilibrio On -Line
13/12/2001 – 08h22

Comments are closed.