RedePsi - Psicologia

Notícias

Estresse precipita aborto espontâneo, alerta estudo

O estresse pode desempenhar papel importante nos abortos espontâneos, revelou um estudo que será publicado no próximo sábado no semanário científico britânico “New Scientist”. Em pesquisa em ratos e seres humanos, cientistas alemães concluíram que o estresse libera uma torrente de hormônios que provocaria o aborto espontâneo. Dirigida por Petra Arck, do hospital Charite –subordinado à Universidade Humboldt de Berlim–, a equipe também monitorou os níveis de estresse e hormônios de 864 mulheres grávidas. As 55 mulheres que sofreram aborto espontâneo informaram ter mais estresse do que as outras e tiveram níveis menores de progesterona e PIBF no sangue, concluíram os pesquisadores.

Fonte: [url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u12636.shtml]Folha Online[/url]O estresse pode desempenhar papel importante nos abortos espontâneos, revelou um estudo que será publicado no próximo sábado no semanário científico britânico “New Scientist”. Em pesquisa em ratos e seres humanos, cientistas alemães concluíram que o estresse libera uma torrente de hormônios que provocaria o aborto espontâneo. Dirigida por Petra Arck, do hospital Charite –subordinado à Universidade Humboldt de Berlim–, a equipe também monitorou os níveis de estresse e hormônios de 864 mulheres grávidas. As 55 mulheres que sofreram aborto espontâneo informaram ter mais estresse do que as outras e tiveram níveis menores de progesterona e PIBF no sangue, concluíram os pesquisadores.

Fonte: [url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u12636.shtml]Folha Online[/url]

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter