Brasil é vice-líder em mortes por armas de fogo, diz Unesco

BRASÍLIA (Reuters) – Brasil e Venezuela são os países que registram as maiores taxas de mortes causadas por armas de fogo no mundo, segundo um estudo da Unesco que compara dados de 57 nações, divulgado na quinta-feira em Brasília.

A pesquisa revelou que a taxa de mortes por armas de fogo no Brasil e Venezuela é maior do que a registrada em países como Israel, que enfrenta uma situação de conflito armado.

Fonte: [url=http://noticias.uol.com.br/ultnot/2005/05/05/ult1928u1081.jhtm]UOL[/url]
BRASÍLIA (Reuters) – Brasil e Venezuela são os países que registram as maiores taxas de mortes causadas por armas de fogo no mundo, segundo um estudo da Unesco que compara dados de 57 nações, divulgado na quinta-feira em Brasília.

A pesquisa revelou que a taxa de mortes por armas de fogo no Brasil e Venezuela é maior do que a registrada em países como Israel, que enfrenta uma situação de conflito armado.

Fonte: [url=http://noticias.uol.com.br/ultnot/2005/05/05/ult1928u1081.jhtm]UOL[/url]
“Cerca de 100 pessoas morrem diariamente no Brasil vítimas de armas de fogo. Precisamos disseminar a cultura do desarme no país e aprovar o referendo que limita a venda legal de armas”, disse o representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Jorge Werthein. Ele entregou o relatório ao presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti (PP-PE).

Os datos indicam que os homicídios por armas de fogo são a principal causa de morte no Brasil, com uma taxa de 21,72 pessoas mortas por cada grupo de 100.000 habitantes.

A apresentação da Unesco busca sensibilizar os parlamentares brasileiros para agilizarem a votação de um decreto que prevê a realização de um referendo para que a população se pronuncie sobre se deve ser proibida a livre comercialização de armas de fogo no país.

Após se encontro com Severino, Werthein disse que o presidente da Câmara “se comprometeu a apoiar rapidamente o referendo”.

A Venezuela, país campeão mundial de mortes por armas de fogo, registra taxa de 22,15 homicídios entre 100.000 habitantes. Porém o Uruguai é o primeiro na lista com a maior taxa de suicídios com armas de fogo: 71,8 pessoas a cada 100.000 habitantes.

Na Argentina, 4,34 pessoas em cada 100.000 habitantes morrem assassinadas por armas de fogo, uma taxa quatro vezes menor do que a brasileira.

Dos 57 países que a Unesco comparou para o estudo, o que registra menor taxa de mortalidade por armas de fogo é o Japão, com 0,06 mortes a cada 100.000 habitantes.

(Por Guido Nejamkis)

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.