Maus-tratos e violência doméstica favorecem o desaparecimento infanto-juvenil

O risco de desaparecimento de crianças é maior em núcleos familiares onde ocorrem maus-tratos, violência doméstica, negligência e tráfico de drogas. Em relação à personalidade, há maior risco de desaparecerem crianças mentirosas, agressivas, tristes e isoladas.
O risco de desaparecimento de crianças é maior em núcleos familiares onde ocorrem maus-tratos, violência doméstica, negligência e tráfico de drogas. Em relação à personalidade, há maior risco de desaparecerem crianças mentirosas, agressivas, tristes e isoladas.
A conclusão é de um estudo coordenado pelo chefe do Departamento de Medicina Legal da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), Eduardo Massad, cujos primeiros resultados foram apresentados nesta quarta-feira (19), durante o I Seminário Estadual Projeto Caminho de Volta, promovido pela FMUSP. O seminário contou com a presença de autoridades e entidades ligadas à questão do desaparecimento de menores.

Financiado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, o estudo comparou o ambiente de 170 famílias que tiveram crianças e adolescentes desaparecidos com 200 famílias que não vivenciaram episódios de desaparecimento, mas moravam na mesma rua e possuíam filhos na mesma faixa etária.

fonte:[url=http://www.usp.br/agen/bols/extras/2005/029.htm]www.usp.br[/url]

,

Comments are closed.