Psicoterapia via Internet: Algumas Questões.


I PSI Psicologia Sobre o Virtual.

Psicoterapia
via Internet: Algumas Questões.
Por: Oliver
Zancul
Prado

Nesta
seção trataremos de assuntos sobre a psicologia e informática, como
as questões do atendimento via Internet, psicoterapia on line, relação
humano-computador, comunicação mediada pelo computador, patologias relacionadas
a informática dentro outros temas.
Quinzenalmente teremos um artigo novo assinado sempre por especialistas
nas áreas descritas acima.
Também dispomos de um Fórum de Discussões relacionados com o tema I-PSI
Caso você queira sugerir um artigo para ser publicado nesta sessão envie
um e-mail para
ozp@psico.net

 

Muito tem se falado e
discutido a respeito da psicoterapia via Internet ultimamente. Foram
levantados muitos prós e contras em relação a esta atividade, sendo
que atualmente existem muito mais dúvidas do que certezas sobre isso.

Este texto tem o objetivo de estar informando a população e os profissionais
sobre estas discussões e também levantar alguns pontos a serem melhor
avaliados.

A
Psicoterapia via Internet é permitida atualmente?

Atualmente ainda não é permitido ao psicólogo, pelos conselhos regionais
de psicologia, estar prestando este tipo de serviço. A principal razão
é de que esta atividade ainda não foi suficientemente pesquisada pela
comunidade científica e então não existe ainda conhecimento acumulado
suficiente para que isto seja oferecido em forma de serviços.

O
que o foi feito pelos conselhos regionais de psicologia em relação a
terapia via Internet?

Conforme a Internet ia crescendo no Brasil e também com o surgimento
de profissionais realizando psicoterapia on line como prestação de serviços,
o CFP se viu sem pessoal e conhecimento suficiente para discutir sobre
o assunto, a partir disso então foram criados grupos de trabalho nos
conselhos regionais formados por pesquisadores e psicólogos mais envolvidos
com a questão se destacando entre estes grupos de trabalho o grupo de
Atendimento Mediado Pelo Computador do Conselho Regional de Psicologia
6ª Região (SP).
Foram realizados dois simpósios sobre o assunto um em São Paulo e um
no Rio de Janeiro e então foi redigida uma proposta de resolução sobre
atendimento psicológico via Internet que esta aberta a sugestões até
que seja então aprovada pelo Conselho Federal de Psicologia.

Se
a psicoterapia não é permitida de ser realizada via Internet, então
o que é permitido?

Os psicólogos podem realizar orientação via Internet. A orientação se
diferencia da psicoterapia, pois é um serviço pontual, com objetivos
de dar informações ao usuário e se necessário de encaminha-lo a outros
tipos de atendimento, na orientação não esta presente o vínculo terapêutico,
um fator comum em qualquer abordagem psicoterápica.

Existem
problemas de cunhos éticos no atendimento via Internet?

Varias questões foram levantadas em relação a estes problemas como:
Familiaridade com o uso de tecnologias de comunicação:
o profissional que estiver exercendo este tipo de atividade deve estar
familiarizado com as ferramentas de comunicação e com tecnologias de
ponta.

Treinamentos
específicos:
Também foi levantada a necessidade deste profissional
receber treinamentos específicos para o atendimento via Internet. Este
tipo de treinamento ainda não esta disponível no Brasil.

Segurança
e Privacidade:
A questão da segurança das comunicações é
critica neste tipo de serviço, onde se faz necessário a utilização de
tecnologias de criptografia, na transmissão dos dados e também informar
o cliente sobre a necessidade deste, enquanto é realizado o atendimento,
se precaver para estar num local físico privativo e sem interrupções.

Identificação
do Cliente e Profissional:
Outra questão presente é sobre
como garantir a identificação de ambas as partes no atendimento. Como
saber se é realmente um psicólogo do outro lado? Como garantir que o
cliente possui realmente aquela identidade relatada? Para dar conta
destas questões devem ser utilizados sistemas de autenticação digital
e possivelmente envio de informações cadastrais ao psicólogo que normalmente
não são requestadas em uma consulta face-a-face.

Manejo
de Situações de Crise:
Como o psicólogo vai agir frente a
uma crise de seu cliente, estando este em uma localidade remota? Para
este problema é indicado que o profissional tenha conhecimento de instituições
que prestem atendimento na localidade em que resida o seu cliente para
que, caso ocorra uma crise (onde possivelmente a vida do cliente possa
estar em risco , este possa ser atendido face-a-face por outro profissional

Problemas
de Conexão:
ocorrem com relativa freqüência, quedas na conexão
à Internet como também os softwares e sistemas operacionais costumam,
de tempos em tempos apresentar travamentos e mal funcionamento sem causa
aparente. Estes problemas poderiam interferir no atendimento, caso este
esteja sendo realizado via chat ou videoconferência. Para atendimentos
realizados via videoconferência existe também o problema da velocidade
de conexão. A utilização de tecnologias assincrônicas como e-mail ou
fóruns, praticamente elimina o problema das interrupções no atendimento
e a adoção de acesso com banda larga pode permitir um melhor uso da
videoconferência para atendimento psicológico.

Falta
de Estímulos Não Verbais:
Enquanto estamos limitados a utilizar
comunicação via texto, estamos enfrentando o problema de não termos
nenhum dado sobre o cliente além do que este escreve, como imagem do
cliente, postura corporal, expressão facial, tom de voz, vestimenta,
dentre outros. Esta falta de dados muitas vezes pode aumentar as chances
de que ocorra uma falta de entendimento nas comunicações acarretando,
dentre outros, problemas de diagnóstico.

Finalizando:

São varias questões com
vários desdobramentos que são colocadas neste texto, que podem ser respondidas
com pesquisas.
Também considero necessário que sejam desenvolvidos aplicativos que
tenham como finalidade o atendimento psicológico. Estes podem estar
dando conta de muitas questões sobre segurança e identificação como
também criando um espaço virtual específico para a terapia.
A discussão esta apenas em seu inicio, e existem vários desafios a serem
superados para que a psicoterapia possa ser realizada com sucesso como
por exemplo verificar se as teorias psicológicas podem dar conta deste
tipo de questão, fundamentar melhor o atendimento como psicoterapia
e não como simples comunicação entre psicólogo e cliente, dentre varias
outras questões.

Saiba
mais

http://www.crpsp.org.br/atmc/
– Pagina do grupo de trabalho sobre Atendimento Mediado Pelo Computador
do CRP 06, contendo alguns artigos,e um fórum de discussões

http://www.psicologia-online.org.br/propostares2000.html
– Proposta de resolução para regulamentar o atendimento mediado pelo
computador. Discuta a resolução no fórum
do ATMC sugestões 

Autor: Oliver Zancul
Prado
é o colunista responsável por essa seção, qualquer questão
sobre psicologia e Internet você pode enviar para ele: Oliver
Zancul Prado
 
Formação: Psicólogo especialista em terapia comportamental-cognitiva
pela USP, mestrando em psicologia clinica pela USP, pesquisador
na área de psicologia e informática e  membro do Grupo de Atendimento
Mediado Pelo Computador do CRP 06.

 



About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.