Pílula e cigarro: uma combinação explosiva

Pílula anticoncepcional e cigarro definitivamente não combinam. “Quando uma pessoa tem trombose, a primeira suspeita é da união da pílula com o cigarro”, afirma o Presidente da Regional Fluminense da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Rossi Murilo da Silva.

Apesar de consultar as bulas, poucas mulheres têm consciência e se preocupam com os riscos que essa combinação pode trazer. “O anticoncepcional deixa o sangue mais viscoso, mais pegajoso. Já o cigarro obstrui as paredes do vaso, aumentando muito orisco de trombose e embolia pulmonar”, alerta.
Pílula anticoncepcional e cigarro definitivamente não combinam. “Quando uma pessoa tem trombose, a primeira suspeita é da união da pílula com o cigarro”, afirma o Presidente da Regional Fluminense da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Rossi Murilo da Silva.

Apesar de consultar as bulas, poucas mulheres têm consciência e se preocupam com os riscos que essa combinação pode trazer. “O anticoncepcional deixa o sangue mais viscoso, mais pegajoso. Já o cigarro obstrui as paredes do vaso, aumentando muito orisco de trombose e embolia pulmonar”, alerta.
Perigo para maiores de 35 anos

O Ginecologista e Obstetra Abdu Kexfe, Diretor do Conselho Regional de Medicina -Cremerj, é radical: mulheres fumantes com mais de 35 anos não podem tomar pílula. “As que têm doenças de coração, muitas varizes e antecedentes na família correm ainda mais risco”, conclui.

O que é preciso saber:

-Riscos

– A combinação aumenta o risco de doenças vasculares periféricas (varizes, erisipela, trombose, flebite) e até mesmo AVC (acidente vascular cerebral), conhecido como derrame ou trombose cerebral.

– O cigarro é responsável por quatro em cada dez mortes de mulheres com menos de 65 anos. O risco de derrame é cerca de 2% e 3% maior entre mulheres que usam anticoncepcionais do que em não-usuárias.

– O tempo é um fator importante. Quanto mais tempo uma fumante toma pílula, maior é a chance de ocorrer problemas. Fumantes com mais de 35 anos não podem usar pílula ou devem abandonar o cigarro definitivamente. Mulheres com doenças de coração, hipertensas e que tenham muitas varizes têm ainda mais riscos de trombose. Todos os anticoncepcionais à base de hormônios são arriscados para as fumantes. As pílulas mais novas têm menos hormônios, mas também trazem riscos.
Fonte: Jornal Meia Hora

fonte:[url=http://www.antidrogas.com.br/mostranoticia.php?c=3096&msg=P%EDlula]www.antidrogas.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

One Response to Pílula e cigarro: uma combinação explosiva

  1. Widya 11 de outubro de 2015 at 2:05 #

    Ainda no outro dia escrevi um post sobre este asntsuo! Tambe9m vi uma mulher bastante gre1vida a fumar e sf3 me deu vontade de lhe arrancar o cigarro das me3os e dar-lhe um grande serme3o. Que falta de respeito para com o feto! =/