Drogas correspondem a 90% dos acompanhamentos no Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar de Limeira – SP, divulgou ontem (06/02) o balanço dos atedimentos realizados em 2005, totalizando 5.756 casos. O volume de acompanhamentos chegou a 1.202, sendo que 90% (1.082) equivalem ao uso de narcóticos. O que mais impressionou o órgão foi o aumento de envolvimento de meninas com as drogas, que correponde a 30% deste total.

Adolescentes sem perspectivas de vida. É o que constata a Coordenadora Danielle Mota Damacena quando eles são encaminhados ao Conselho Tutelar. Há alguns anos, ela afirmou que as meninas não correspondiam nem a 5% dos acompanhamentos, mas, com a “liberdade” conquistada recentemente, o número de atendimento está se tornando proporcional em ambos os sexos, a partir dos 11 anos de idade.

O Conselho Tutelar de Limeira – SP, divulgou ontem (06/02) o balanço dos atedimentos realizados em 2005, totalizando 5.756 casos. O volume de acompanhamentos chegou a 1.202, sendo que 90% (1.082) equivalem ao uso de narcóticos. O que mais impressionou o órgão foi o aumento de envolvimento de meninas com as drogas, que correponde a 30% deste total.

Adolescentes sem perspectivas de vida. É o que constata a Coordenadora Danielle Mota Damacena quando eles são encaminhados ao Conselho Tutelar. Há alguns anos, ela afirmou que as meninas não correspondiam nem a 5% dos acompanhamentos, mas, com a “liberdade” conquistada recentemente, o número de atendimento está se tornando proporcional em ambos os sexos, a partir dos 11 anos de idade.

Os relatos também são semelhantes. Nas conversas com os adolescentes, Danielle chega a até convidá-los a conhecerem a Febem, para verem de perto um dos reflexos do consumo dos entorpecentes. “Mas fico perplexa. Eles dizem que não se importam com isso e que não têm nada a perder”, afirmou.

Além das mudanças sociais, que deixaram muitos pais confusos e com dificuldades para impor limites aos filhos, e diante da perda de valores, a Coordenadora acredita que faltam realmente mais opções que preparem a criança e o adolescente para a vida adulta. Emboram existam já alguns projetos sociais no município, ela citou que a quantidade é totalmente desproporcional à demanda.

A falta de vagas em creches é outro problema. Em 2005, o órgão registrou 271 pedidos, mas a lista de espera chega a 2 mil no município. “Onde essas crianças ficam enquanto as mães trabalham?”, questionou. O reflexo, segundo ela, pode ser visto nos semáforos, onde muitos acabam, na tentativa de ajudar a família, expostos à criminalidade.

Danielle defende ainda a criação de mais cursos de preparação para o mercado de trabalho, pois a falta de oportunidades e sensação de que é possível “ganhar dinheiro fácil” também contribuem para o início do uso de narcóticos entre adolescentes.

fonte: [url=http://www.antidrogas.com.br/mostranoticia.php?c=3118&msg=Drogas]www.antidrogas.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.