Sintomas depressivos e reclusão social aceleram o progresso de doenças coronárias em mulheres.

Estudo realizado por um grupo sueco apontou a relação entre o isolamento social e sintomas depressivos com o progresso de doenças cardíacas coronárias.
Estudo realizado por um grupo sueco apontou a relação entre o isolamento social e sintomas depressivos com o progresso de doenças cardíacas coronárias.
Embora esta relação já tivesse sido estudada, poucos examinaram seus efeitos comuns no desenvolvimento de doenças nas artérias coronárias, como a arteriosclerose, em mulheres.

O estudo foi baseado em observações realizadas com 102 mulheres, entre 1991 e 1994. Essas observações consistiam no estudo do desenvolvimento de doenças coronárias. Os sintomas depressivos e os níveis de reclusão social foram avaliados por um questionário padrão.

Os resultados do estudo mostraram que as mulheres que sofriam de ambos os sintomas (depressivos e de reclusão social), tiveram um maior desenvolvimento dessas doenças.

Essas associações são independentes dos fatores de risco padrões – como idade, tabagismo, hipertensão e obesidade – segundo a pesquisa, e vão fornecer uma oportunidade adicional para tratamentos terapêuticos e preventivos contra esse tipo de doença cardíaca.

Fonte: [url=http://www.innovations-report.de/html/berichte/studien/bericht-56537.html]www.innovations-report.de[/url]

Comments are closed.