Medicamentos para Parkinson novamente ligados à comportamentos compulsivos

Uma nova pesquisa trouxe mais evidências do fato de algumas drogas utilizadas no tratamento do Mal de Parkinson terem alguns efeitos colaterais: elas pareceram deixar alguns pacientes com alguns comportamentos compulsivos, como a compulsão por apostas (nos “jogos de azar”).
Uma nova pesquisa trouxe mais evidências do fato de algumas drogas utilizadas no tratamento do Mal de Parkinson terem alguns efeitos colaterais: elas pareceram deixar alguns pacientes com alguns comportamentos compulsivos, como a compulsão por apostas (nos “jogos de azar”).
Este comportamento aparece em uma pequena parte dos pacientes de Parkinson, mas os efeitos colaterais podem ser graves: dez pacientes que desenvolveram a compulsão por apostas após utilizarem drogas como a L-Dopa, perderam em média 150 mil dólares cada um nesses tipos de jogos.

O comportamento compulsivo nos pacientes que tomam os medicamentos “é reversível e tratável, porém as pessoas precisam ficar atentas à isto”, disse a co-autora do estudo, Dr. Valerie Voon.

Os pesquisadores, desde a década de 70, já sabiam de algumas ligações entre comportamentos compulsivos e medicamentos para o Parkinson, quando na época alguns médicos caracterizaram seus pacientes como “hipersexuais”, disse Voon. Em 2005, um estudo analisou onze pacientes da doença que se tornaram jogadores compulsivos após tomarem algum tipo destas drogas frequentemente, sendo que ao retirar o medicamento, oito deles não exibiram mais o comportamento compulsivo.

Fonte: [url=http://www.intelihealth.com/IH/ihtIH/WSIHW000/333/8014/456427.html]www.intelihealth.com[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.