Consumo moderado de cerveja reduz risco de infarto, diz estudo

O consumo moderado de cerveja previne doenças cardiovasculares, reduz o risco de infarto e melhora a resposta imunológica contra infecções e alergias. Estudos com estas informações foram divulgados nesta quinta-feira, durante o IV Simpósio sobre Saúde e Cerveja, realizado em Bruxelas.
O consumo moderado de cerveja previne doenças cardiovasculares, reduz o risco de infarto e melhora a resposta imunológica contra infecções e alergias. Estudos com estas informações foram divulgados nesta quinta-feira, durante o IV Simpósio sobre Saúde e Cerveja, realizado em Bruxelas.
De acordo com Ramon Estruch, do serviço de medicina interna do Hospital Clínico de Barcelona, beber cerveja de forma moderada melhora o sistema cardiovascular e diminui o risco de complicações a ele relacionadas, como o infarto do miocárdio.

Segundo o médico, a dose recomendável não deve ser superior a dois copos por dia, no caso de mulheres, e quatro, no caso de homens. No caso de cervejas com maior teor alcoólico, a dose deve diminuir.

Contudo, dizem os especialistas, a bebida não deve ser consumida diariamente. Além disso, sua ingestão deve estar sempre relacionada às refeições.

Já um outro estudo indica que a cerveja tem uma substância, a prolactina, que possui propriedades antiinflamatórias, além de ajudar na luta contra alergias e a osteoporose.

Outros estudos apresentados no simpósio mostraram que as pessoas que bebem dois copos de cerveja ou de vinho possuem uma agilidade mental maior do que a dos abstêmios. Consumidores moderados de cerveja também são mais felizes, se suicidam menos e faltam menos ao trabalho.

Por último, um estudo mostrou que um dos componentes da cerveja, o xantohumol, pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer e que essa substância exerce um papel antioxidante muito importante –em alguns casos, mais eficaz que a vitamina E.

Fonte: [url=http://noticias.bol.com.br/saude/2006/05/05/ult306u14596.jhtm]http://noticias.bol.com.br[/url]

Comments are closed.