Governo americano aprova novo medicamento anti-tabaco

O organismo federal dos EUA encarregado de aprovar os alimentos e remédios deu sinal verde a um novo remédio contra o tabagismo, que seus fabricantes afirmam ajudar um em cada cinco fumantes a deixar o hábito.
O organismo federal dos EUA encarregado de aprovar os alimentos e remédios deu sinal verde a um novo remédio contra o tabagismo, que seus fabricantes afirmam ajudar um em cada cinco fumantes a deixar o hábito.
O medicamento, conhecido como vareniclina, é o segundo tratamento antitabaco que recebe a aprovação da Administração para Alimentos e Remédios (FDA, na sigla em inglês) sem incluir a nicotina entre seus componentes.

A droga, fabricada pela farmacêutica Pfizer e que será comercializada nos EUA sob o nome de Chantix, reduz a sensação prazerosa do tabaco e diminui os sintomas da abstinência.

De forma concreta, o que este remédio faz é bloquear a produção de dopamina, uma substância química produzida pelo cérebro e que cria uma sensação de prazer.

Um dos efeitos da nicotina é acelerar a produção dessa substância. Quando cai o nível de dopamina, os fumantes sentem necessidade de voltar a elevá-lo com outro cigarro.

Uma série de relatórios elaborados a partir de cerca de 2 mil fumantes na Europa, e que se apresentaram em novembro passado perante a Associação Americana do Coração, mostraram que um ano depois do tratamento, o índice de sucesso entre os pacientes que receberam a vareniclina era de 22%, contra 16% do outro tratamento sem nicotina. Apenas 8% dos fumantes que receberam placebos conseguiram deixar o hábito.

O tratamento aprovado pela FDA prevê uma duração de 12 semanas. Entre os pacientes que consiguirem deixar o hábito, pode-se dobrar esse período, de forma a aumentar as chances de que continuem afastados do fumo.

Fonte: [url=http://www.antidrogas.com.br/mostranoticia.php?c=3256&msg=Governo]www.antidrogas.com.br[/url]

Comments are closed.