Votos de virgindade entre jovens não são muito confiáveis

Metade dos adolescentes que faz votos de virgindade acaba por negá-los, depois de um ano. Mas muitos adolescentes sexualmente ativos se tornam “virgens renascidos” depois de fazer os votos, mostra um novo estudo.
Metade dos adolescentes que faz votos de virgindade acaba por negá-los, depois de um ano. Mas muitos adolescentes sexualmente ativos se tornam “virgens renascidos” depois de fazer os votos, mostra um novo estudo.
Em um estudo publicado antecipadamente na edição on-line, da revista “American Journal of Public Health”, foram analisados dados obtidos de alunos americanos da 7a à 12a série, coletados no Estudo Longitudinal Nacional de Saúde Adolescente. Foram entrevistados quase 15.000 adolescentes em 1995 e novamente em 1996.

Na primeira pesquisa, 13% dos adolescentes disseram ter feito votos de virgindade. Um ano depois, 53% deles disseram “Que votos”? Por outro lado, cerca de um terço dos adolescentes disseram ter tido relação sexual na primeira pesquisa. Um ano depois 10,5% destes adolescentes disseram que eles eram virgens.

O estudo concluiu que as avaliações de programas de abstinência sexual são vulneráveis a dados e informações incertas. Além disso, votos de virgindade podem avaliar incorretamente o risco de doença sexualmente transmissível, entre os grupos de adolescentes.

Fonte: [url=http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=6327]www.uol.com.br[/url]

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.