Estudo: Botox pode ajudar no combate à depressão

Um novo estudo realizado pelo dermatologista Eric Finzi, de Maryland, indica que injeções de botox no rosto têm a capacidade de afastar não apenas as rugas, mas também a depressão.
Um novo estudo realizado pelo dermatologista Eric Finzi, de Maryland, indica que injeções de botox no rosto têm a capacidade de afastar não apenas as rugas, mas também a depressão.
Os dados mostram que o aparecimento de rugas no rosto envia sinais precisos para o cérebro, que por sua vez responde com substâncias que produzem sensações de tristeza ou de alegria.

O teste foi feito em apenas dez voluntários, todos com depressão diagnosticada e que não conseguiam se curar pelos métodos convencionais, à base de antidepressivos e terapia.

“Quis testar uma idéia que estudo há muito tempo: não se enruga a testa por conta da depressão; o que acontece é exatamente o contrário. São as rugas que induzem a uma série de reações que fazem surgir a depressão”, afirma.

Os resultados do estudo foram divulgados na revista especializada “Dermatologic Surgery”. Algumas semanas após injeções de botox, nove dos dez voluntários foram curados da doença. Um paciente, que sofre de bipolaridade em vez de depressão, não foi curado, mas se sentiu melhor.

Para Kathleen Delano, que contou sua experiência ao “Washington Post”, a cura foi um milagre inesperado. “Tinha depressão a ponto de não responder nem ao tratamento à base de Prozac nem à terapia”, diz. A paciente diz ter sido curada pelo botox.

“Não saía de casa, não suportava o contato humano e não me importava com minha aparência física”, afirma. “Um problema dermatológico sem importância me fez contatar o doutor Finzi, que depois de saber da minha depressão disse para eu experimentar o botox.”

Após oito semanas, Kathleen começou a se sentir melhor. “O efeito não é instantâneo, mas agora a minha doença foi embora.”

Muitos especialistas, como a psiquiatra Marylin Hammond, acreditam que os dados do estudo não são significativos. “A pesquisa é pequena e não se pode afirmar que o botox cure a depressão. Mas podemos chegar a resultados mais claros com novos testes.”

No entanto, Finzi e seus companheiros não têm dúvidas. “Se a ioga e o tai-chi chuan podem melhorar o mal-humor por meio técnicas respiratórias, por que não pode acontecer o mesmo com as expressões faciais?”

Fonte: [url=http://noticias.bol.com.br/saude/2006/05/23/ult306u14658.jhtm]www.bbc.co.uk[/url]

,

Comments are closed.