Abuso de álcool ligado à um aumento no risco de pneumonia

Os resultados divulgados no jornal “Chest”, mostrou que indivíduos alcoólatras e ex-alcoólatras têm um maior risco de sofrer de pneumonia. Além disso, estes indivíduos geralmente apresentam um quadro mais grave da doença, e conseqüentemente, uma maior taxa de mortalidade devido à pneumonia.

Os resultados divulgados no jornal “Chest”, mostrou que indivíduos alcoólatras e ex-alcoólatras têm um maior risco de sofrer de pneumonia. Além disso, estes indivíduos geralmente apresentam um quadro mais grave da doença, e conseqüentemente, uma maior taxa de mortalidade devido à pneumonia.

O estudo foi conduzido pelo Grupo Multidisciplinar para Pneumonia, no Hospital Clínico de Barcelona, e liderado pelo Dr. Antoni Torres.

Segundo a pesquisa, a elevada taxa de risco de pneumonia em pacientes alcoólatras se deve ao fato da atividade do sistema imunológico deles ser bastante debilitada. Esta debilitação não é observada somente em alcoólatras, mas também em ex-alcoólatras.

No estudo, a quantia diária de consumo de álcool necessária para incluir os pacientes no “grupo de abuso”, foi de 80 g para os homens e de 60 g para as mulheres, o que equivale à 2 ou 3 cervejas ou 3 ou 4 taças de vinho.

Os resultados do estudo são importantes, já que o álcool é a droga que têm os mais altos índices de abuso na Espanha, e causa cerca 12 mil mortes todos os anos.

Fonte: [url=http://www.sciencedaily.com/releases/2006/05/060529082434.htm]www.sciencedaily.com[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.