“Beber até cair” é comum nas Faculdades

A expressão “beber de maneira extrema” (seria o famoso e popular “beber até cair”), foi descrita no número de junho da revista Alcoholism: Clinical and Experimental Research. E ele indica uma situação aonde a ingestão do álcool vai muito além da quantidade de bebida ingerida, capaz de causar um estado de embriagues (“binge drinking”).
A expressão “beber de maneira extrema” (seria o famoso e popular “beber até cair”), foi descrita no número de junho da revista Alcoholism: Clinical and Experimental Research. E ele indica uma situação aonde a ingestão do álcool vai muito além da quantidade de bebida ingerida, capaz de causar um estado de embriagues (“binge drinking”).
O termo em inglês “binge drinking” se refere a uma situação na qual um indivíduo consome grandes quantidades de bebidas alcoólicas em uma sessão. O binge drinking leva a um ‘serio risco de lesões, inclusive intoxicação pelo álcool. Considera-se que esta situação seja caracterizada pelo uso de pelo menos 4 doses de bebida nas mulheres e 5 doses de bebida nos homens. Beber de maneira “extrema” facilmente dobra ou triplica estas quantidades.

Pesquisadores do Departamento de Psiquiatria da Duke University Medical Center, nos Estados Unidos, realizaram uma pesquisa online, com 10.424 alunos do primeiro ano, de 14 Faculdades americanas. A pesquisa foi realizada em 2003.

Nos resultados, verificou-se que beber de maneira “extrema”, foi mais comum entre os homens. Os resultados indicaram também, que 1 em cada 5 homens, relatou ingerir 10 ou mais doses de bebida, em pelo menos uma ocasião, e 1 em cada 10 mulheres disse ter bebido pelo menos 8 ou mais doses, em pelo menos uma oportunidade.

Os autores concluem que, beber de maneira “extrema”, é mais comum do que se acreditava, e alertam para os riscos desta ocorrência, que pode ser muito perigosa e até mesmo mortal.

Fonte: [url=http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=6363]www.bibliomed.com.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.