Doenças cardiovasculares podem ser influenciadas pela personalidade

A medicina e a psicologia têm sido, ao longo dos anos, disciplinas separadas. Apesar da falta de estudos e da cooperação interdisciplinar, os médicos já concordam que os traços psicológicos influenciam a incidência e a evolução das doenças crônicas.
A medicina e a psicologia têm sido, ao longo dos anos, disciplinas separadas. Apesar da falta de estudos e da cooperação interdisciplinar, os médicos já concordam que os traços psicológicos influenciam a incidência e a evolução das doenças crônicas.
Um estudo realizado por pesquisadores da Harvard Medical School, nos Estados Unidos, em parceria com a Universidade Alemã de Heidelberg, investigou a relação entre os diferentes tipos de personalidade e o risco de doenças cardiovasculares e câncer. O trabalho foi publicado na última edição da revista British Medical Journal.

Os resultados da pesquisa mostraram, que as pessoas que tinham um maior controle interno sobre as doenças, e eram menos impacientes em relação ao tempo, tiveram risco reduzido para doenças cardiovasculares.

Outras personalidades, avaliadas com traços de raiva ou de depressão, não tiveram impactos sobre as doenças cardíacas ou câncer.

Fonte: [url=http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=6373]www.bibliomed.com.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.