Estudo: fumantes são mais ansiosos

Dados epidemiológicos sugerem que o início do tabagismo aumenta o risco de manifestação de certos distúrbios de ansiedade (DE).
Dados epidemiológicos sugerem que o início do tabagismo aumenta o risco de manifestação de certos distúrbios de ansiedade (DE).
Dentre esses podem ser citados a síndrome do pânico e o distúrbio de ansiedade generalizada. A presença de certos DE aumenta o risco futuro de desenvolver dependência da nicotina.

Na revista médica “Journal of Anxiety Disorders”, de junho de 2006, um artigo avaliou tabagistas e não tabagistas, portadores de distúrbios de ansiedade. Comparados aos não fumantes, os fumantes apresentam maior sensibilidade à ansiedade, sintomas ansiosos, agorafobia (comportamento de evitar lugares ou situações onde o escape seria difícil ou embaraçoso, caso surja uma crise de pânico ou mal estar), humor deprimido, afeto negativo e estresse.

Tais diferenças são mais evidentes na síndrome do pânico. Não foram encontradas diferenças quanto à ansiedade social, sintomas obsessivo-compulsivos ou afeto positivo.

Fonte: [url=http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=6388]www.bibliomed.com.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.