Mais cinco estados recebem a I Oficina Regional

Entre os dias 20 e 24 de junho mais cinco Oficinas Regionais da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP) foram realizadas em cinco estados brasileiros. A grande participação de estudantes, profissionais e psicólogos confirma a importância desses encontros que iniciam os debates em torno da formação dos psicólogos em todo o país. O objetivo é apresentar propostas para desenvolver a atuação de profissionais da psicologia dentro do Sistema Único de Saúde (SUS).
Entre os dias 20 e 24 de junho mais cinco Oficinas Regionais da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP) foram realizadas em cinco estados brasileiros. A grande participação de estudantes, profissionais e psicólogos confirma a importância desses encontros que iniciam os debates em torno da formação dos psicólogos em todo o país. O objetivo é apresentar propostas para desenvolver a atuação de profissionais da psicologia dentro do Sistema Único de Saúde (SUS).
As Oficinas Regionais são fruto de um convênio entre a ABEP e o Departamento de Gestão da Educação em Saúde (DEGES), do Ministério da Saúde. Os resultados dos encontros poderão construir bases curriculares para que os estudantes de psicologia tenham uma formação voltada também para o atendimento ao SUS.

Amapá – Em Macapá (AP), conferências, palestras, mesas redondas e grupos de trabalho viabilizaram espaços para o debate e construção coletiva de estratégias regionais e nacionais para melhorar a formação dos futuros profissionais de psicologia. O encontro, realizado nos dias 20 e 21 de junho, contribuiu para o diálogo entre os cursos de psicologia e profissionais de saúde, que discutiram a mudança curricular para a formação de profissionais com qualificação para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS). Cerca de 50 pessoas entre estudantes e profissionais de psicologia participaram da oficina, além de dois coordenadores de curso das universidades da região.

Pará – Nos dias 21 e 22 de junho foi a vez de Belém (PA), receber a I Oficina Regional de Psicologia e Saúde Pública. Participaram do encontro cerca de 40 pessoas. Entre as sugestões propostas pelos participantes da Oficina estão: incentivar a articulação das universidades com o Sindicato dos Psicólogos, a ABEP e o Conselho Regional de Psicologia, para formação e atuação qualificada do psicólogo no SUS; inclusão de disciplinas específicas que contemplem saúde pública; Ampliação da participação dos estudantes na ABEP para fomentar a discussão das diretrizes curriculares, políticas públicas e SUS, com o movimento estudantil da psicologia.

Espírito Santo – O resultado do I Oficina em Vitória (ES) foi a elaboração de 40 propostas que serão levadas a Oficina Nacional da ABEP que acontece nos dias 27 e 28 de julho em São Paulo. No estado, três eventos preparatórios antecederam a Oficina Regional. Desses encontros, saíram todas as teses que foram discutidas durante todo o encontro, que foi realizado nos dias 23 e 24 de junho. Entre as principais propostas estão a inserção do psicólogo no serviço público e uma reforma curricular na formação dos profissionais de psicologia. Cerca de 60 pessoas estiveram presentes durante as discussões.

Goiás – Em Goiânia (GO) a I Oficina Regional da ABEP foi realizada no dia 23 de junho. O evento contou com grande participação de alunos, professores, coordenadores de curso e psicólogos do estado. Representantes de quatro, das seis instituições de ensino superior em psicologia de Goiás estavam presentes no encontro. Mais de 100 pessoas participaram das conferências, mesas redonda, oficinas e grupos de trabalho. Nos debates, a expressiva contribuição dos participantes, foi essencial para o sucesso do encontro gerando um movimento de mudança e criando debates acerca da psicologia e de sua formação.

Paraná – No estado do Paraná a Oficina da ABEP aconteceu no dia 24 de junho em Londrina. Segundo os organizadores do evento, a oficina foi um grande sucesso. Cerca de 50 pessoas participaram dos debates, colocando a importância da presença dos psicólogos nos hospitais do Sistema Único de Saúde. Na cidade já existem 27 grupos de terapia comunitária, o quê contribuiu para despertar ainda mais a importância de uma formação qualificada para o serviço social. Também foi apresentado nos debates, a extensa relação do psicólogo com o serviço público.

Fonte: [url=http://www.abepsi.org.br/]http://www.abepsi.org.br/[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.