Jovens são tanto alvo como autores de crimes com armas

Os jovens do sexo masculino têm tendência maior que qualquer outro grupo populacional, no mundo inteiro, a ser vítimas fatais de armas de fogo, afirmou um instituto suíço.
Os jovens do sexo masculino têm tendência maior que qualquer outro grupo populacional, no mundo inteiro, a ser vítimas fatais de armas de fogo, afirmou um instituto suíço.
“Jovens armados são talvez o elemento mais temido de qualquer sociedade, mas também são os que têm mais a temer”, disse o Instituto Graduado de Estudos Internacionais, com sede em Genebra, em sua quinta pesquisa anual sobre armas leves.

O estudo foi divulgado paralelamente a uma conferência da ONU (Organização das Nações Unidas), inaugurada na segunda-feira e com duração de duas semanas, que vai se dedicar à repressão do comércio global de armas leves ilícitas, que movimenta 1 bilhão de dólares ao ano.

“Independentemente dos países em que vivem, os jovens do sexo masculino representam uma fatia desproporcionalmente grande de executores e vítimas da violência fatal relacionada a armas”, disse o estudo.

Os jovens em geral, e especialmente os do sexo masculino, estão por trás da maior parte da violência criminosa, afirmou o grupo, que se baseou em mais de 140 estudos do mundo todo.

Homens jovens também têm possibilidade maior do que qualquer outro grupo demográfico de utilizar armas de fogo para perpetrar um crime, disse o relatório.

Mas os jovens do sexo masculino com idades entre 15 e 29 anos compõem metade das vítimas de assassinato por arma de fogo do mundo, respondendo por entre 70 mil e 100 mil mortes por ano, afirmou o grupo.

Os estudos globais sugerem que homens jovens que se sentem marginalizados da sociedade costumam encarar a violência — principalmente a violência com armas leves — como meio de obter status social e econômico.

A rotulação como encrenqueiro, um mau desempenho escolar, o fato de ter pais repressores ou violentos e amigos delinquentes, além de ter testemunhado a violência em casa ou na comunidade, estão entre os fatores ligados ao comportamento violento em jovens, segundo os principais trabalhos, afirmou o relatório.

“Um aspecto quase universal da socialização masculina é que masculinidade significa provar publicamente sua condição de homem”, disse a pesquisa. “Isso pode incluir ritos de passagem em algumas partes do mundo e testes informais de coragem.”

O grupo fez um apelo às comunidades para que criem programas que tenham como alvo os jovens sob alto risco — tanto de se tornar vítimas quanto de executar crimes com armas de fogo.

Fonte: [url=http://newsbox.msn.com.br/article.aspx?as=article&f=br-olbrworld-noticias-mundo-nofilter&t=3778&id=3082933&d=20060626&do=http://newsbox.msn.com.br&i=http://newsbox.msn.com.br/mediaexportlive&ks=0&mc=0&ml=ma&lc=pt&ae=windows-1252]www.msn.com[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.