O bem-estar psicológico tem consequências biológicas

Uma investigação experimental liderada por Carol Ryff, da Universidade de Wisconsin e publicada no “Journal of Psychotherapy & Psychosomatics”, trata das consequências biológicas do bem-estar psicológico.
Uma investigação experimental liderada por Carol Ryff, da Universidade de Wisconsin e publicada no “Journal of Psychotherapy & Psychosomatics”, trata das consequências biológicas do bem-estar psicológico.
Os pesquisadores tentaram atender aos aspectos positivos e negativos da saúde mental. Essas distinções visam melhorar a compreensão de como o bem-estar ou o mal-estar psicológico poderá comprometer o biológico/fisiológico do organismo.

Múltiplos aspectos do bem-estar psicológico e do mal-estar psicológico (como depressão, ansiedade, raiva) foram acessados na amostra de mulheres em envelhecimento, onde fatores como a saúde neuroendócrina e cardiovascular também foram medidas. Os aspectos psicológicos mostraram ter muitas ligações com os aspectos biológicos, sendo elas mais evidentes em participantes com mais de 75 anos.

Fonte: [url=http://www.news-medical.net/?id=16604]www.news-medical.net[/url]

,

Comments are closed.