Aumenta o número de jovens tratados com antipsicóticos

De acordo com um relatório publicado na edição de junho do “Archives of General Psychiatry”, o número de pacientes com menos de 20 anos que recebem tratamento com medicamentos antipsicóticos, apresentou a maior taxa entre os anos de 1993 e 2002.
De acordo com um relatório publicado na edição de junho do “Archives of General Psychiatry”, o número de pacientes com menos de 20 anos que recebem tratamento com medicamentos antipsicóticos, apresentou a maior taxa entre os anos de 1993 e 2002.
Antipsicóticos são medicamentos usados no tratamento de transtornos mentais (a esquizofrenia, por exemplo) que podem envolver a perda do contato com a realidade. Estudos anteriores já mostraram que houve um grande aumento das prescrições desses remédios, porém, este foi o primeiro estudo que coletou e divulgou estes dados à nível nacional.

Mark Olfson, um dos líderes da pesquisa, da Universidade de Columbia, Nova Iorque, e seus colaboradores analisaram os dados de uma pesquisa nacional conduzida anteriormente por pesquisadores federais. Entre os dados, constam o motivo do adolescente ou da criança ter recebido a prescrição para esses medicamentos, a idade dos pacientes, o sexo, a etnia e a especialidade do psiquiatra.

Do total de consultas à psiquiatras, 18.3 por cento dos tratamentos estava ligado à intervenção com antipsicóticos. Os diagnósticos entre os pacientes que receberam estes medicamentos, incluíam transtornos de humor (31.8 por cento), atraso no desenvolvimento intelectual ou retardamento mental (17.3 por cento) e transtornos psicóticos (14.2 por cento). Jovens do sexo masculino e brancos foram os que mais receberam esse tipo de tratamento.

Fonte:
[url=http://www.newswise.com/articles/view/520999/]www.newswise.com[/url]

Comments are closed.