Palavra e gesto são indissociáveis, apontam estudos

[size=medium][b]Palavra e gesto são indissociáveis, apontam estudos[/b][/size]

[i]Dossiê da Mente e Cérebro deste mês mostra como o corpo influencia, enfatiza, atenua ou até mesmo desmente o que queremos dizer[/i]

Apesar de menosprezada pelos estudiosos durante muito tempo, a linguagem corporal é capaz de transmitir mensagens até mais sinceras do que palavras. O dossiê da revista Mente e Cérebro deste mês mostra que os processos neurológicos da produção do gesto e da fala estão intimamente ligados.

No dossiê “Linguagens do Corpo”, neurologistas, lingüistas, psicólogos e psicanalistas defendem a hipótese segundo de que as linguagens verbal e gestual são elaboradas por uma mesma fonte mental – o que fica evidente em alguns casos de distúrbios da comunicação.

A gestualidade que acompanha a linguagem verbal não é prejudicada apenas por lesões cerebrais que paralisam membros, mas pode ser comprometida também nos casos de afasias (perda da capacidade de falar ou de compreender o que é dito).

Diferente do que acontece com a palavra, muitas vezes irônica ou dissimulada, a linguagem involuntária do corpo transmite sinais revelando pistas e impressões sobre personalidade e desejos. O dossiê de Mente e Cérebro examina esse universo: o repertório de expressões que denunciam mentira, sedução, dor e angústia.

Sobre a Mente e Cérebro – www.mentecerebro.com.br

Publicada desde 2004 pela Duetto Editorial, a Mente e Cérebro mantém parceria com a revista alemã Gehirn&Geist. Com circulação de 38 mil exemplares por mês (IVC), a revista fornece informação de qualidade sobre psicologia, psiquiatria, psicanálise e neurociências, em artigos produzidos por especialistas estrangeiros e brasileiros. O grupo Conhecimento da Duetto publica ainda as revistas Scientific American Brasil, História Viva e EntreLivros, que podem ser adquiridas pelo site www.lojaduetto.com.br.
[size=medium][b]Palavra e gesto são indissociáveis, apontam estudos[/b][/size]

[i]Dossiê da Mente e Cérebro deste mês mostra como o corpo influencia, enfatiza, atenua ou até mesmo desmente o que queremos dizer[/i]

Apesar de menosprezada pelos estudiosos durante muito tempo, a linguagem corporal é capaz de transmitir mensagens até mais sinceras do que palavras. O dossiê da revista Mente e Cérebro deste mês mostra que os processos neurológicos da produção do gesto e da fala estão intimamente ligados.

No dossiê “Linguagens do Corpo”, neurologistas, lingüistas, psicólogos e psicanalistas defendem a hipótese segundo de que as linguagens verbal e gestual são elaboradas por uma mesma fonte mental – o que fica evidente em alguns casos de distúrbios da comunicação.

A gestualidade que acompanha a linguagem verbal não é prejudicada apenas por lesões cerebrais que paralisam membros, mas pode ser comprometida também nos casos de afasias (perda da capacidade de falar ou de compreender o que é dito).

Diferente do que acontece com a palavra, muitas vezes irônica ou dissimulada, a linguagem involuntária do corpo transmite sinais revelando pistas e impressões sobre personalidade e desejos. O dossiê de Mente e Cérebro examina esse universo: o repertório de expressões que denunciam mentira, sedução, dor e angústia.

Sobre a Mente e Cérebro – www.mentecerebro.com.br

Publicada desde 2004 pela Duetto Editorial, a Mente e Cérebro mantém parceria com a revista alemã Gehirn&Geist. Com circulação de 38 mil exemplares por mês (IVC), a revista fornece informação de qualidade sobre psicologia, psiquiatria, psicanálise e neurociências, em artigos produzidos por especialistas estrangeiros e brasileiros. O grupo Conhecimento da Duetto publica ainda as revistas Scientific American Brasil, História Viva e EntreLivros, que podem ser adquiridas pelo site www.lojaduetto.com.br.

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.