Seres humanos poderão viver décadas a mais em breve

As pesquisas relacionadas ao combate aos efeitos do envelhecimento podem conseguir avanços históricos nas próximas décadas, avanços esses responsáveis por aumentar enormemente a expectativa de vida, prevê um importante cientista britânico.
As pesquisas relacionadas ao combate aos efeitos do envelhecimento podem conseguir avanços históricos nas próximas décadas, avanços esses responsáveis por aumentar enormemente a expectativa de vida, prevê um importante cientista britânico.
Já em 2036, a média de vida dos moradores do mundo desenvolvido deve ser décadas maior do que é hoje, disse o biomédico e gerontologista Aubrey de Grey.

Se terapias de rejuvenescimento aplicadas em ratos de laboratório puderem ser feitas em humanos até lá, afirma o pesquisador, uma pessoa de 55 anos poderá esperar viver outros 60 anos ou mais.

Décadas a mais do que a expectativa de vida prevista pelo Departamento de Estatística da Grã-Bretanha, segundo o qual o homem britânico médio que tivesse 65 anos em 2004 podia esperar chegar aos 84.

Segundo de Grey, essa expectativa de vida de décadas a mais pode mudar os padrões tradicionais de vida familiar, de carreiras, de aposentadoria, de educação e de criação dos filhos. Além de alterar profundamente o sistema previdenciário.

“Essas coisas terão de ser analisadas agora pelos especialistas em planejamento financeiro. O setor (previdenciário) sempre partiu do pressuposto de que, se a média de vida aumentasse, esse aumento seria pequeno”, afirmou.

A expectativa de vida elevou-se bastante na Grã-Bretanha. Na década de 1950, um homem com cerca de 65 anos de idade esperava viver, em média, mais 12 anos. Essa cifra deve elevar-se para 21,7 anos na metade do século, segundo dados do Departamento de Estatística do governo citados em um relatório da Comissão Previdenciária.

A média de vida é maior entre as mulheres, mas vem aumentando a um ritmo menor, afirma a comissão.

Fonte: [url=http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/saude/2475001-2475500/2475027/2475027_1.xml ]www.folha.com.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.