Cientistas testam vacina para atuar no controle de peso

Vacinas são tradicionalmente usadas contra doenças infecciosas, mas um novo estudo sugere outro alvo potencial para essas soluções terapêuticas: a obesidade. Um grupo formado por cientistas japoneses e norte-americano anunciou ter obtido sucesso em testes com uma vacina focada no controle de peso.
Vacinas são tradicionalmente usadas contra doenças infecciosas, mas um novo estudo sugere outro alvo potencial para essas soluções terapêuticas: a obesidade. Um grupo formado por cientistas japoneses e norte-americano anunciou ter obtido sucesso em testes com uma vacina focada no controle de peso.
Na pesquisa, que será publicada pela revista “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS), foram desenvolvidas vacinas dirigidas para atuar diretamente no hormônio grelina. Descoberta em 1999, a grelina tem sido objeto de muitos estudos desde então. O hormônio ajuda o organismo a controlar o peso como parte de um complexo sistema que regula a ingestão de alimentos e o consumo de energia.

No novo trabalho, ratos imunizados com a vacina continuaram se alimentando normalmente, mas ganharam menos peso e gordura corporal do que os animais do grupo controle, que comeram quantidades iguais.

Segundo os autores, os resultados mostram que as soluções testadas afetaram diretamente o metabolismo e o uso de energia dos animais. Foram desenvolvidos três tipos de vacina com diferentes composições químicas. Dois deles se mostraram mais eficientes.

“O estudo é o primeiro a publicar evidência indicando que evitar que a grelina atinja o sistema nervoso central pode produzir uma redução desejada no aumento de peso”, disse Kim Janda, uma das autoras do estudo e professora de química do Instituto Scripps de Pesquisas, dos Estados Unidos, em comunicado da instituição.

A descoberta pode ser importante especialmente para o desenvolvimento de alternativas para enfrentar o problema conhecido como dieta da sanfona, o ciclo de repetidas perdas e ganhos de peso enfrentado por muitos indivíduos obesos que querem emagrecer.

Mas os pesquisadores ressaltam que, apesar dos resultados positivos obtidos, uma vacina contra a obesidade para uso humano ainda está longe de ser conseguida. “Não estamos afirmando que nosso estudo responde à questão do tratamento contra a obesidade de uma vez por todas, mas que ele confirma que essa [a imunização] é uma alternativa séria e viável para o problema”, disse Kim Janda.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo são obesos ou estão acima do peso considerado ideal, a maioria de países desenvolvidos. Nos Estados Unidos, por exemplo, um levantamento feito por institutos de saúde do governo em 2004 constatou que 66% da população com mais de 20 anos era obesa ou tinha sobrepeso.

Fonte: [url=http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?id=5906]www.agencia.fapesp.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

,

Comments are closed.