Saúde pública ganha novo portal

Ampliar o acesso à produção acadêmica que muitas vezes fica restrita às bibliotecas da instituição de origem do autor. Essa é a motivação que levou à criação do Portal de Teses e Dissertações, iniciativa conjunta do Centro de Informação Científica e Tecnológica (Cict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme).

Ampliar o acesso à produção acadêmica que muitas vezes fica restrita às bibliotecas da instituição de origem do autor. Essa é a motivação que levou à criação do Portal de Teses e Dissertações, iniciativa conjunta do Centro de Informação Científica e Tecnológica (Cict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme).

O site disponibiliza acesso gratuito a textos na íntegra de dissertações e teses sobre saúde pública, além de serviços como divulgação de defesas recentes, indicadores da área e notícias sobre o assunto.

Com o lançamento, todas as teses defendidas na Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp) automaticamente passarão a ser publicadas no portal. Em alguns trabalhos, o usuário terá acesso a arquivos de áudio com entrevistas com os autores, nos quais serão apresentados mais detalhes do estudo.

O Portal de Teses e Dissertações aceita trabalhos de instituições brasileiras e internacionais, desde que o autor seja brasileiro e a pesquisa relacionada a saúde pública. O objetivo também é integrar o conjunto de informações contidas em outros sites semelhantes da área de saúde pública.

Os interessados em divulgar teses ou dissertações devem acessar a área “Como incluir minha tese” para verificar se o estudo se enquadra nos critérios de seleção. Os textos completos podem ser enviados para o e-mail bvsensp@cict.fiocruz.br.

Mais informações: [url=http://thesis.cict.fiocruz.br]http://thesis.cict.fiocruz.br[/url]

Fonte: [url=http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?id=5956]www.agencia.fapesp.br[/url]

,

Comments are closed.