RedePsi - Psicologia

Notícias

Estudo mostra que crianças amamentadas não são mais inteligentes

A idéia de que as crianças que foram amamentadas são mais inteligentes é um mito, segundo um estudo publicado no último número da revista médica “British Medical Journal”.
A idéia de que as crianças que foram amamentadas são mais inteligentes é um mito, segundo um estudo publicado no último número da revista médica “British Medical Journal”.
Análises prévias sugeriam que alimentar os bebês com leite materno aumentava o coeficiente intelectual das crianças, mas os especialistas afirmam agora que este fato não tem influência.

Apesar de amamentar trazer muitos benefícios aos recém-nascidos, a inteligência não é um deles, segundo médicos do Conselho de Pesquisa Médica (MRC, em inglês) e a Universidade de Edimburgo (Escócia), que publicam seu estudo na revista.

No entanto, a pesquisa chegou à conclusão de que as mães que amamentam tendem a ser mais inteligentes, mais qualificadas e oferecem um meio ambiente estimulante para os pequenos.

Os especialistas analisaram dados de 5.475 crianças e 3.161 mães nos EUA desde 1979, e observaram vários fatores, como o ambiente familiar, as características da mãe e se os menores foram amamentados.

E a conclusão foi que “amamentar tem pouco ou nenhum efeito na inteligência das crianças”, cita a revista.

“Enquanto amamentar traz muitas vantagens para a criança e a mãe, é pouco provável que entre elas esteja aumentar a inteligência da criança”, acrescentou a equipe, liderada pela especialista Geoff Der, da Unidade de Ciências Sociais e Saúde Pública do MRC.

Isso – disse o especialista – foi motivo de debate desde que foi encontrado pela primeira vez um vínculo entre leite materno e inteligência, em 1929.

“Crianças que foram amamentadas costumam tirar pontuação alta nos testes de inteligência, mas também costumam vir de meio ambiente mais favorecido”, acrescentou.

“Analisamos dados de mais de 5.000 crianças e 3.000 mães nos EUA e descobrimos que as mães que amamentaram tendiam a ser mais inteligentes”, disse Der.

“Quando esse fator era levado em conta – disse -, grande parte do vínculo entre leite materno e inteligência da criança desaparecia”.

Os pesquisadores também observaram famílias nas quais uma criança recebeu leite materno e o outro foi alimentado com mamadeira.

“Comparar desta maneira as duas (crianças) de uma mesma família é uma boa forma” de obter resultados, ressaltou Der.

Isso confirma o resultado, segundo o especialista, de que a criança amamentada não é mais inteligente.

Fonte: [url=http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/mundo/2543501-2544000/2543661/2543661_1.xml]ultimosegundo.ig.com.br[/url]

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter