Jovem tarda a reconhecer uso excessivo da internet

Por ser um problema relativamente novo, o tratamento para o vício em internet ainda é um grande desafio para os psicólogos.
Por ser um problema relativamente novo, o tratamento para o vício em internet ainda é um grande desafio para os psicólogos.
Segundo os especialistas, os efeitos maléficos do uso excessivo de computadores demoram a aparecer. Diferentemente do que ocorre com os viciados em jogo ou em drogas, que sentem as perdas financeiras e sociais de forma rápida, quem faz uso excessivo de internet pode demorar anos para notar que sua vida está sendo pautada por uma doença grave.

“É difícil perceber. Se um adolescente chega várias vezes atrasado na escola porque passou a noite jogando on-line, os pais acham que é uma coisa normal da idade”, diz Vieira Júnior. A falta de repressão dos pais ou da própria sociedade, no caso de adultos, facilita a piora no quadro de dependência.

A fonte do problema, porém, não é a rede e suas inesgotáveis atrações. Em boa parte dos casos, a internet atua como uma espécie de substituta para sensações que faltam na vida real da pessoa. O acesso abusivo das salas de bate-papo e de mensageiros, por exemplo, supriria a ausência de relações interpessoais.

Assim, o tratamento mais adequado é convencer o usuário a dosar melhor suas atividades. Atualmente, parar totalmente de usar o computador acarretaria prejuízos profissionais e isolamento.

Não existe uma idade ou característica predominante nos pacientes que fazem uso excessivo da internet. Muitos são adolescentes, pois a iniciativa do tratamento parte dos pais. Para os especialistas, porém, os sintomas do vício começam aparecer na fase adulta, quando o problema passa a afetar os compromissos profissionais e o corpo não suporta mais tantos abusos.

Fonte: [url=http://www.abpbrasil.org.br/clipping/exibClipping/?clipping=3443]www.abpbrasil.org.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

, ,

Comments are closed.