Minorias estão mais sujeitas a doenças psíquicas

Pesquisas apresentadas no Reino Unido na última terça-feira apontam que pessoas que integram minorias étnicas estão mais propensas a sofrer de esquizofrenia e de psicose do que a população nativa.
Pesquisas apresentadas no Reino Unido na última terça-feira apontam que pessoas que integram minorias étnicas estão mais propensas a sofrer de esquizofrenia e de psicose do que a população nativa.
Em dois estudos, cientistas do Instituto de Psiquiatria de Londres descobriram que, para homens e mulheres, a esquizofrenia é nove vezes mais freqüente entre afro-caribenhos, seis vezes mais entre negros de origem africana e 2,5 vezes mais entre brancos que não são britânicos.

Paul Fearon, pesquisador que liderou os estudos, revela que, além de incidir mais sobre essas populações, os distúrbios psicóticos são mais freqüentes entre os moradores do sudeste de Londres e das cidades de Bristol e Nottingham. Cerca de 600 pessoas com psicose e 400 saudáveis foram acompanhadas nas pesquisas.

Um dos estudos levantou as causas dos elevados índices de distúrbios nesses grupos. A separação de um ou de ambos os pais antes dos 16 anos figurou como um dos fatores determinantes.

“Ser separado dos pais nessa fase aumenta de duas a três vezes o risco de manifestar psicoses na idade adulta”, comentou o pesquisador Craig Morgan. Os dados apontam que a separação do pai, da mãe ou de ambos tem efeito similar na estrutura psíquica do indivíduo.

Fonte: [url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u4234.shtml]www.folha.uol.com.br[/url]

About Marina Bellissimo Rodrigues

Comments are closed.