Tomar chá pode melhorar memória, diz pesquisa

Uma equipe da Universidade de Newcastle descobriu que tanto o chá verde quanto o preto inibem a atividade de enzimas-chave do cérebro associadas à perda de memória.
Uma equipe da Universidade de Newcastle descobriu que tanto o chá verde quanto o preto inibem a atividade de enzimas-chave do cérebro associadas à perda de memória.
Os pequisadores esperam que a descoberta, publicada na revista Phytotherapy Research, possa levar ao desenvolvimento de um novo tratamento para o mal de Alzheimer.

Segundo eles, o chá parece ter o mesmo efeito das drogas utilizadas especificamente para combater o problema.

O mal de Alzheimer está associado com um nível reduzido no cérebro de uma substância química chamada acetilcolina.

Em testes de laboratório, a equipe de Newcastle percebeu que tanto o chá verde quando o preto inibiam a atividade da enzima acetilcolinesterase (AChE), que inutiliza essa substância química.

Os pesquisadores também verificaram que o chá verde tinha ainda outro efeito: o de inibir a atividade de uma segunda enzima, a butirilcolinesterase (BuChE), que foi descoberta em depósitos de proteína encontrados no cérebro de pacientes com Alzheimer.

Os efeitos inibitivos do chá verde se prolongaram por uma semana enquanto os do chá preto duraram apenas um dia.

Chá medicinal

Não existe cura para Alzheimer, mas é possível retardar o desenvolvimento da doença.

As drogas existentes hoje no mercado impedem a atividade da AChE e outras estão sendo desenvolvidas para inibir a atividade da BuChE e da beta-secretase.

O problema é que muitos dos remédios, como o donepezil, têm efeitos colaterais indesejáveis e a classe médica está ávida por encontrar alternativas.

Os pesquisadores da Universidade de Newcastle estão atrás de financiamento para realizar novos testes com o chá verde a fim de desenvolver um chá medicinal especificamente destinado a quem sofre de Alzheimer.

O próximo passo é descobrir exatamente quais componentes do chá verde inibem as atividades das enzimas AChE, BuChE e beta-secretase.

Sem efeitos colaterais

Segundo o chefe da equipe de pesquisadores, Dr. Ed Okello, “apesar de não haver cura para Alzheimer, o chá é outra arma em potencial no arsenal utilizado para tratar essa doença e retardar seu desenvolvimento”.

“Seria maravilhoso se nosso trabalho conseguisse melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas que estão sofrendo. Nossa descoberta é particularmente animadora porque o chá já é uma bebida popular, é barata, e parece não haver nenhum efeito colateral quando consumida.”

Mesmo assim, segundo o médico, “vai demorar vários anos antes de se produzir algo comerciável”.

Segundo o diretor de pesquisa da Sociedade de Alzheimer, Clive Ballard, “essa interessante pesquisa está construída sobre evidências prévias que sugerem que o chá verde é benéfico devido a suas propriedades anti-oxidantes”.

O chá preto é feito da mesma planta do chá verde, a Camellia sinensis, mas tem aparência e sabor diferentes por ser fermentado.

Fonte:[url=http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2004/10/041026_chaaw.shtml]BBC Brasil[/url]

Comments are closed.