Assembléia aprova convenção do ensino superior 2007

Os professores do ensino superior reunidos em assembléia nesta quinta-feira, 19/04, aprovaram proposta para a convenção coletiva de trabalho 2007, que prevê reajuste salarial de 3,5% em abril e mais 0,5% em agosto, totalizando 4%.
Os professores do ensino superior reunidos em assembléia nesta quinta-feira, 19/04, aprovaram proposta para a convenção coletiva de trabalho 2007, que prevê reajuste salarial de 3,5% em abril e mais 0,5% em agosto, totalizando 4%.

A partir de agora as escolas são obrigadas a discriminar no holerite qual é o enquadramento do professor no plano de carreira. O Sindicato passa a ter acesso à sala de professores regularmente.

A proposta aprovada também garante a criação de uma comissão intersindical que irá discutir, no prazo de seis meses, a regulamentação do trabalho docente na educação a distância, no ensino semipresencial, nos cursos modulares e seqüenciais. “Precisamos discutir as relações de trabalho nessas novas formas de ensino”, enfatizou o presidente do SINPRO-SP, Luiz Antonio Barbagli. A comissão também terá a tarefa de discutir a normatização dos planos de carreira para que eles não continuem sendo arbitrariamente modificados nas escolas.

A nova convenção estabelece que os professores não terão mais que convalidar os atestados médicos no SINPRO-SP para garantir o abono de faltas. O atestado do próprio médico passa a ser aceito pelas mantenedoras.

Foram mantidas todas as cláusulas da convenção coletiva do ano passado, conquistas históricas como garantia semestral de salários, hora-atividade, assistência médico-hospitalar e bolsa de estudo, entre muitas outras.

Fonte: SINPRO-SP

,

Comments are closed.