Médicos alertam para perigos de ‘novo ecstasy’

Médicos britânicos alertaram para os perigos de um vermífugo que vem sendo usado como alternativa ao ecstasy em boates e clubes noturnos do país.
Médicos britânicos alertaram para os perigos de um vermífugo que vem sendo usado como alternativa ao ecstasy em boates e clubes noturnos do país.

Escrevendo na revista científica The Lancet, eles relataram o caso de uma jovem de 18 anos que sofreu uma crise após tomar pílulas de BZP (1-benzilpiperazina), droga que age como estimulante e tem efeitos similares aos da anfetamina.

Ela foi atendida de emergência em um hospital de Londres, tendo chegado ao local com pupilas dilatadas, taxa de batimentos cardíacos a 156 por minuto, e temperatura corporal e pressão sanguínea baixas.

A jovem foi um de sete pacientes com os mesmos sintomas atendidos pelo setor de emergência naquela noite, dizem os médicos.

Eles alertaram que a droga, com a qual poucos colegas estão familiarizados, pode causar tontura, vômitos, taquicardia, diarréia e reações alérgicas, e ser até mesmo "potencialmente fatal".

Máscara

O principal ingrediente no remédio, a piperazina, é normalmente usado como vermicida em animais e seres humanos. Na noite, ela é vendida sob nomes como Pep Twisted, Legal E, Nemesis e Euphoria.

Os efeitos são parecidos com os da anfetamina. Os médicos desconfiam que parte dos casos tidos como de abuso de anfetamina sejam, na verdade, de abuso de BZP.

No mês passado, a Agência Reguladora de Remédios e Saúde (MHRA, na sigla em inglês), tornou ilegal a venda de BZP sem a devida licença.

Até então, as pílulas vinham sendo vendidas em danceterias como um "barato legalizado e à base de ervas", apesar de a droga ser completamente sintética.

Fonte: BBCBrasil

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.