Efeitos da maconha sobre a saúde mental

A maconha constitui a droga mais utilizada em todo o mundo, sendo seus efeitos para o organismo alvo de estudo para diversos psiquiatras.
A maconha constitui a droga mais utilizada em todo o mundo, sendo seus efeitos para o organismo alvo de estudo para diversos psiquiatras.
De acordo com um artigo publicado no periódico Current Opinion in Psychiatry, a maconha influi tanto na saúde mental quanto na cognição do indivíduo que a usa.

Segundo alguns estudos recentes, o uso da maconha por adolescentes aumenta o risco de surgimento posterior de psicoses semelhantes à esquizofrenia, especialmente em indivíduos susceptíveis geneticamente. Notavelmente, os pesquisadores observaram que aqueles pacientes que fizeram uso dessa droga, desenvolveram um quadro pior de psicose que os não usuários. Esse fato parece se associar as modificações no sistema dopaminérgico – relacionado ao neurotransmissor dopamina, presente no sistema nervoso.

Existem poucos estudos sobre a associação entre maconha e outras desordens mentais, como a depressão. Contudo, o seu uso parece interferir na memória e aprendizado, tanto para pacientes saudáveis, quanto para os que sofrem de alguma psicose.

Algumas pesquisas têm demonstrado que a união de terapias cognitivas – comportamentais e entrevistas motivacionais parece constituir uma nova abordagem psicológica intervencionista, para a interrupção do uso de maconha entre pacientes portadores de esquizofrenia. Entretanto, novos estudos deverão ser realizados para a melhor compreensão dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento de distúrbios mentais associados ao uso da maconha.

Fonte: Site Antidrogas

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.