Internet pode viciar em qualquer idade, revela estudo

O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo derrubou o mito de que surfar durante horas na internet é uma mania exclusiva de jovens estudantes. Mostrou que a compulsão pela web pode atingir homens e mulheres, de qualquer idade, classe social e nível cultural. A conclusão surgiu a partir da análise do primeiro grupo de voluntários do projeto de Dependentes de Internet do Ambulatório Integrado dos Transtornos dos Impulsos.
O Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo derrubou o mito de que surfar durante horas na internet é uma mania exclusiva de jovens estudantes. Mostrou que a compulsão pela web pode atingir homens e mulheres, de qualquer idade, classe social e nível cultural. A conclusão surgiu a partir da análise do primeiro grupo de voluntários do projeto de Dependentes de Internet do Ambulatório Integrado dos Transtornos dos Impulsos.
Os candidatos do primeiro grupo – 15 integrantes, de 18 a 73 anos -, clinicamente diagnosticados como compulsivos pela internet, submeteram-se às sessões de análise cognitiva (terapia focal) durante seis meses. E só agora os resultados começam a ser divulgados. Na segunda-feira, o ambulatório abriu inscrições para o segundo grupo (que podem ser feitas pelo telefone 011 3069-6975).

"Fiquei surpreso com os resultados. Apesar de o grupo ser pequeno, eles vão contra as estatísticas americanas que servem de base no mundo inteiro", diz Cristiano Nabuco, coordenador do projeto. Isso porque o estudo brasileiro mostrou que aqui a dependência não é um problema exclusivo dos jovens. O acesso compulsivo à rede é diagnosticado como um distúrbio psiquiátrico do mesmo patamar que as dependências do álcool, do jogo e das compras. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: UOL – Ciência de Saúde

Comments are closed.