Poema: Contribuição dos estudantes de psicologia

Sob os Livros

Contribuição dos estudantes de Psicologia

CartA A MeU FilhO

Filho que não tenho

já tenho o que te contar

sobre a lindeza de beijar

É belo porque é encontro

e há que se unir

o que perdura ainda

d e s e n c o n t r a d o


E o que é o beijo perfeito?

Seria o beijo roubado,

tascado?


Não na minha vida.

O beijo bonito

é beijo entregado,

daí dar um beijo

é dado, doado…


Nesse caso: os lábios

se encontram

depois do momento

em que a nós meninos

só resta movimento:

Beijá-la e beijá-la

já que nessa passagem

só havia um…

Uma pausa sem barragem!


Pois ali estava a menina…

Ali estava… A Menina!


Agora meu filho,

atente ao porquê

da menina ter concedido

a companhia de seus lábios

 

Seria porque a olhei

como um músico

olha uma música,

porque a conquistei, a cortejei?

Talvez por isso também,

mas de fato desse fato

não diria jamais:

“Eu a beijei!”


Pois este eu, está a mais

já que se esquecermos

questões ancestrais

que ferem casais

ousaremos dizer

que fomos nós: eu e ela

quem quizeram querer

por alguns termos

e eternos segundos

Nos achar ao nos perder…

Em sendo um só ser!

 

João Paulo

aluno de Psicologia da UPM.

joaopaulorafael@mackenzista.com.br

About Rudemberg de Almeida Mendonça

Comments are closed.