OMS quer proibição global do fumo em locais públicos fechados

A Organização Mundial da Saúde propôs nesta terça-feira a proibição mundial do fumo em locais de trabalho e lugares públicos fechados.
A Organização Mundial da Saúde propôs nesta terça-feira a proibição mundial do fumo em locais de trabalho e lugares públicos fechados.
A agência da ONU disse que isso reduziria a exposição de não-fumantes à fumaça, o que pode provocar doenças cardiovasculares e respiratórias fatais.

"A evidência é clara, não há nível seguro de exposição à fumaça do tabaco", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, em nota prévia ao Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado na próxima quinta-feira.

"Muitos países já agiram. Peço a todos os países que ainda não o fizeram que dêem este passo imediato e importante para proteger a saúde de todos", afirmou.

Vários países europeus, inclusive França, Espanha, Irlanda e Portugal, estão entre os que já adotaram tais proibições.

A OMS, com sede em Genebra, disse que suas recomendações se baseiam em três estudos sobre o fumo passivo, dois deles feitos nos EUA e o outro da Agência Internacional para a Pesquisa sobre Câncer.

Segundo a OMS, cerca de 200 mil trabalhadores morrem por ano devido à exposição à fumaça no trabalho, enquanto 700 milhões de crianças, cerca de metade das que existem no mundo, respiram ar poluído pela fumaça de cigarros, especialmente em suas casas.

A agência diz que o tabaco é a principal causa de mortes evitáveis no mundo. O número de fumantes continua crescendo rapidamente nos países em desenvolvimento.

Os países participantes da Convenção-Quadro sobre o Controle do Tabaco, promovida pela OMS, devem discutir diretrizes sobre a exposição ao fumo durante uma reunião a partir de 30 de junho em Bangcoc.

Fonte: BOL notícias

Comments are closed.