Professores discutem proposta para plano de carreira no ensino superior

O SINPRO-SP e outras entidades sindicais que representam professores querem estabelecer uma proposta básica para a implantação de planos de carreira nas instituições de ensino superior privadas. O objetivo é garantir que os direitos trabalhistas da categoria e critérios mínimos de qualidade com ensino e pesquisa sejam respeitados.
O SINPRO-SP e outras entidades sindicais que representam professores querem estabelecer uma proposta básica para a implantação de planos de carreira nas instituições de ensino superior privadas. O objetivo é garantir que os direitos trabalhistas da categoria e critérios mínimos de qualidade com ensino e pesquisa sejam respeitados.

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo (FEPESP) realiza neste mês encontro com diversos sindicatos de professores e também representantes das mantenedoras para apresentar idéias e discutir propostas. Já a Confederação dos Trabalhadores de Estabelecimentos de Ensino (CONTEE) acaba de estabelecer um grupo de trabalho com o propósito reunir os estudos feitos pelos sindicatos de professores de todo o país para a construção de uma proposta que atenda a realidade do setor privado.

A diretoria do SINPRO-SP há alguns meses discute critérios básicos para a negociação de planos de carreira com os mantenedores como forma de evitar que os planos de carreira sejam concebidos apenas como instrumento de gestão financeira da instituição e não de estímulo à capacitação docente.

O Sindicato estará presente nas discussões com as demais entidades sindicais. Espera definir uma proposta e colocá-la em prática o mais breve possível.

Fonte: Sindicato dos Professores de São Paulo

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.