Poema

Carta à Atora #2

                                                   Te falo,

te escuto,
te beijo…
Qual mais importa?
Muito embora, entre essas, traga diferenças
não há um “te”?
donde todas partem
e pra onde também, todas convergem?
Nesse sentido de pensamento…
Carece assuntar qual mais importa?
se carece, então lhe digo:
é nenhuma e são todas!
Pois o falar, o escutar, o beijar…
não tem um fim.
Pois, ao ter “te” como fim,
se transbordam e são, pois, um fim!

João Paulo
aluno de Psicologia da UPM.
joaopaulorafael@mackenzista.com.br

About Rudemberg de Almeida Mendonça

Comments are closed.