Medicamentos e terapia psicológica: melhor opção para tratar ansiedade em idosos

Distúrbios de ansiedade e depressão são situações infelizmente encontradas com freqüência, entre indivíduos idosos. A falta de uma atividade ocupacional, o distanciamento da família, a presença de doenças crônicas e mesmo a reflexão sobre o envelhecimento, são alguns dos possíveis fatores relacionados a esses transtornos mentais.
Distúrbios de ansiedade e depressão são situações infelizmente encontradas com freqüência, entre indivíduos idosos. A falta de uma atividade ocupacional, o distanciamento da família, a presença de doenças crônicas e mesmo a reflexão sobre o envelhecimento, são alguns dos possíveis fatores relacionados a esses transtornos mentais.

O American Journal of Geriatric Psychiatry, de agosto deste ano, publicou os resultados de uma pesquisa feita por estudiosos americanos, do Centro Médico da Universidade de Rochester, em Nova Yorque, a respeito do tratamento das desordens ansiosas e outros distúrbios mentais em pacientes idosos.

A pesquisa baseou-se na análise de 32 estudos, que focavam especificamente o transtorno de ansiedade em indivíduos mais velhos. As terapias empregadas nessas pesquisas eram compostas de tratamentos medicamentosos e/ou intervencionistas, como por exemplo, acompanhamento psicológico.

Os autores do estudo observaram que quando comparadas às técnicas de intervenção, a introdução de uma terapia medicamentosa demonstrava-se com resultados bastante superiores, no controle dos transtornos de ansiedade. Contudo, as terapias cognitivo-comportamentais apresentaram um efeito razoável na diminuição dos sintomas depressivos na faixa etária estudada.

Fonte: Notícias de Saúde

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.