Abordagem Comportamental Utilizada Em Um Serviço De Psicologia Com Parceria À Clínica-escola De Fisioterapia

Ana Claudia Lançoni; Liliane Moreira de Arantes; Irina Iara Ikemori Centro Universitário Hermínio Ometto – Uniararas Adriana Said Daher Baptista Centro Universitário Hermínio Ometto – Uniararas

A Clínica-escola de Fisioterapia recebe pacientes vindos do Sistema Único de Saúde e também de convênios particulares, os quais são atendidos pelos seguintes setores: Pneumologia, Pediatria, Neurologia, Ortopedia, Enfermagem, Saúde da Mulher e Piscina Terapêutica. O Serviço de Psicologia da Saúde na Clínica-escola de Fisioterapia é composto por nove integrantes e atende e pacientes, família e/ou cuidaodres e equipe de saúde no qual a queixa está relacionada ao diagnóstico, prognóstico e tratamento. A equipe da psicologia em seus atendimentos utiliza a abordagem comportamental. A prática do analista do comportamento é a investigação de efeitos (conseqüências) cumulativos (dimensão histórica) de contingências ou interações (passadas e atuais) sobre o desempenho atual do organismo através de um recurso metodológico (análise funcional). Baseado no que foi dito, nossa intervenção está voltada a um atendimento focal, e as queixas mais freqüentes destes encaminhamentos são: depressão, ansiedade, angústia, tristeza e dificuldade em enfrentar a doença.

São utilizadas intervenções visando os comportamentos que estão em excesso e déficit para que estes possam entrar em acerto. A fim de proporcionar uma intervenção eficaz, são empregadas técnicas comportamentais como: modelação, modelagem, técnicas de reforçamento, ensaio comportamental, técnicas de relaxamento, treino de assertividade, informação e orientação. A psicologia também realiza grupos como o GAT – Grupo de Afastados do Trabalho – tem a função de oferecer assistência aos afastados e acidentados pelo trabalho, buscando promover, prevenir e recuperar a saúde do trabalhador, objetivando desenvolver habilidades sociais para obter qualidade de vida. O grupo de Fibromialgia junto à nossa equipe levantam queixas e intervém possibilitando aos participantes resgatar e/ou adquirir novos repertórios; também são realizados treinos de assertividade a fim de melhorar a qualidade de vida.

O grupo de amputados, nomeado como “Tudo Pode”, proporciona um espaço para trocas de experiências, objetivando aumentar o repertório comportamental para lidar com as situações decorrentes da perda do membro. O GOE – Grupo de Orientação aos Estagiários – tem o objetivo de facilitar a relação entre o estagiário e o paciente, analisando as dificuldades apresentadas, modelando e fornecendo modelo de respostas adequadas e conseqüentemente aumentando o repertório comportamental dos estagiários. Consta-se que a através dos encaminhamentos referentes ao ano de 2006 e primeiro semestre de 2007, foram triados 109 pacientes, destes encaminhamentos, a maioria são advindos do setor da ortopedia e do sexo masculino. Considerando esta demanda, pode-se concluir a importância da necessidade da assistência da psicologia à fisioterapia, assim como a relevância de um trabalho interdisciplinar na clínica-escola desta faculdade.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.