Parceria entre instituições disponibilizará R$ 10 milhões para projetos em saúde

Em parceria com o Ministério da Saúde, o Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou três novos editais para selecionar projetos de ações da área de saúde, no valor total de R$ 10 milhões.
Em parceria com o Ministério da Saúde, o Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou três novos editais para selecionar projetos de ações da área de saúde, no valor total de R$ 10 milhões.

O objetivo é investir em atividades de pesquisa, no desenvolvimento e inovação de equipamentos para diagnóstico e tratamento médico-hospitalar, no fomento à pesquisa em saúde suplementar e nos estudos de avaliação de tecnologias em saúde.

Segundo o CNPq, preferencialmente, 30% do total investido será destinado a projetos enviados por pesquisadores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Os editais destinam R$ 4 milhões ao apoio para equipamentos de tratamento e diagnóstico médico-hospitalar, R$ 2 milhões para apoio à saúde suplementar e outros R$ 4 milhões para apoio à avaliação de tecnologias em saúde.

O edital relativo ao apoio para equipamentos receberá inscrições até o dia 28 de outubro. Os recursos serão destinados a oito projetos no valor aproximado de R$ 500 mil, que visam a suprir as lacunas encontradas no país em relação ao desenvolvimento de equipamentos para tratamentos e diagnóstico médico-hospitalar.

O edital de apoio à saúde suplementar tem inscrições abertas até 17 de novembro e visa a minimizar as desigualdades regionais. Os recursos serão dedicados a 20 propostas com valor máximo de R$ 100 mil. As propostas poderão ser feitas dentro de duas áreas temáticas principais: a incorporação tecnológica e a área de informação em saúde suplementar.

As inscrições dos projetos relacionados à avaliação de tecnologias em saúde ficam abertas até 15 de novembro. O objetivo é apoiar projetos de pesquisa que priorizem o uso dos dados existentes para orientar a tomada de decisões no sistema de saúde – como o planejamento, a regulação, a assistência – e a análise do impacto clínico, sanitário, econômico, ético, organizativo das tecnologias sanitárias, levando em conta as alternativas existentes.

Todas as propostas de projetos para os três editais de saúde lançados pelo CNPq poderão ser enviadas por meio de formulário on-line.

  • Para saber mais sobre o edital de apoio para equipamentos, clique aqui
  • Para o edital voltado ao apoio à saúde suplementar, clique aqui
  • Para o edital de apoio à avaliação de tecnologias em saúde, clique aqui

Fonte: Agência FAPESP

Comments are closed.