MACARIO Maurice-Martin-Antonin (1811-1898)

Macario era originário de Barbania (Piemon­te). Estudou em Paris, foi aluno de Piorry (autor em 1828 de um Tratado da percussão mediata) no Hospital de La Pitié, e depois de F. Voisin e Leuret no Hospital Bicêtre, e entrou em 1842 como residente de Archam­bault no Asilo de Maréville (Meurthe).

Em janeiro de 1843, defendeu uma tese sobre o "Tratamento da loucura", não teve sucesso no concurso, aberto no mês de setem­bro seguinte, para um lugar de médico em Bicêtre (o escolhido seria Delasiauve) e aceitou um emprego de médico no es­tabelecimento hidroterápico Serin, perto de Lyon. Em 1859, deixaria essa função para assumir a direção de um estabelecimento semelhante em Nice. Morreu nessa cidade a 2 de julho de 1898.

Devemos a Macario os Estudos clínicos sobre a demonomania (1843), contra a qual, na qualidade de discípulo de Leuret, propu­nha lutar através de um tratamento moral enérgico. Com Piorry, tivera a ocasião de estudar paralisias histéricas, que explicava por uma atonia dos "cordões" nervosos; con­sagrou diversos artigos ao problema das alu­cinações, do sono, do sonho e do sonambu­lismo, e nos deixou um relato da sua expe­riência pessoal com o haxixe, cujos efeitos experimentou na casa de Moreau de Tours, na presença de Cerise e de Baillarger.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.