Trieb

(al.) Pulsão. O termo alemão, de raiz germâ­nica muito antiga, mantém sempre a tonalidade de "impulsão" (trieben = impelir). O acento incide menos numa finalidade definida do que numa orientação geral e sublinha o caráter irreprimível da pressão mais do que a fixidez do alvo e do objeto. Em Freud encon­tramos os termos Trieb e lnstinkt em acepções nitidamente distintas, sendo este último empre­gado unicamente no sentido de comportamento herdado. A escolha do termo instinto para traduzir Trieb é, portanto, "inexata, e traz o perigo de introduzir confusão entre a teoria freudiana das pulsões e as concepções psicoló­gicas de instinto animal, e também de anular a originalidade da contribuição freudiana, par­ticularmente a tese do caráter relativamente indeterminado da impulsão motivante, as no­ções de contingência do objeto e da variabilidade dos alvos". (Laplanche)

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.