Terapia Cognitiva

Nos anos 60, com Aaron Beck, Ellis e outros, a partir de trabalhos sobre depressão, surge uma vertente terapêutica chamada de Terapia Cognitiva. Aaron Beck estava insatisfeito coma explicação psicodinâmica sobe depressão. Com influências fenomenológicas e psicodinâmicas de Adler e Horney (o comportamento é determinado pela forma como o indivíduo vê a si e aos outros), de Ellis (crenças irracionais são causa de problemas emocionais), Bandura, Mahoney e Meinchenbaum (Falcone, 2001), o modelo teórico da Terapia Cognitiva (TC) parte do princípio que as pessoas desenvolvem e mantém crenças de si e da vida, por vezes distorcidas, e agem em função delas. A modificação destas crenças, principalmente as que são a respeito de si mesmo, seria o principal objetivo da terapia.

About Eduardo Alencar

Psicólogo comportamental do Cais/USP (2009), pós graduado em Psicologia Comportamental e cognitiva pela USP, com formação técnica em administração de empresas, extensão universitária em OBM e em Acompanhamento Terapêutico pelo Núcleo Paradigma, especializ

Comments are closed.