RedePsi - Psicologia

Dicionário

BRIGHAM, Amariah (1798-1849)

Brigham nasceu a 26 de dezembro de 1798 em Marlboro (Massachusetts). Tendo perdi­do seu pais quando era muito jovem, traba­lhou durante vários anos em uma livraria, estudou sozinho, fez cursos de medicina em Nova York, e aos 21 anos começou a exercer a medicina em Enfield, e depois em Green­field (Massachusetts). Em 1828-29, esteve na Europa, voltou para Greenfield e em 1831 fixou-se em Hartford (Connecticut). Em 1837, foi convidado para ensinar anatomia e cirurgia no Colégio de Medicina e Cirurgia de Nova York, mas voltou 18 meses depois a Hartford, onde, em 1840, sucedeu a Eli Todd na direção do "Retiro" para Alienados. Dois anos depois, foi nomeado diretor do Asilo de Alienados do estado de Nova York em Utica, onde tentou aplicar os princípios do trata­mento moral que estudou na França e na Inglaterra. Foi lá que morreu de disenteria, a 8 de setembro de 1849.

Devemos a Brigham as Observações so­bre a influência da religião sobre a saúde da humanidade, acusação contra o fanatismo religioso publicada em 1835, uma Inves­tigação sobre as doenças e funções do cére­bro, da medula espinhal e dos nervos (1840), mas sua obra de sucesso é Notas sobre a influência da cultura sobre a saúde, que teria, de 1832 a 1865, três edições nos Estados Unidos e outras tantas no Reino Unido. Tra­ta-se de um guia popular de higiene mental, enfatizando o perigo de cultivar precoce­mente demais a mente das crianças, pois Brigham via na excitação cerebral resultante o aumento dos casos de loucura e de doenças nervosas na sociedade americana.

É ainda a ele que devemos, em 1844, a criação do American Journal of Insanity, que sob o título de American Journal of Psychia­try é ainda hoje o órgão da Associação Ame­ricana de Psiquiatria, da qual Brigham tam­bém foi um dos membros fundadores.

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter