perda da alma

Uma condição não natural, neurótica e patológica que tem ameaçado o homem desde o começo dos tempos; o rompi­mento do relacionamento com a própria vida psíquica individual. É marcada pelo abaissement du niveau mental, embora não seja sinônimo deste. Freqüentemente manifestando-se na meia-ida­de, a condição pode ser o prelúdio de uma posterior individuação. Considerado de um ponto de vista teleológico, Jung estava convencido de que em tal período "os valores que faltam ao indivíduo devem ser encontrados na própria neurose". A condição acompanha-se de uma falta de energia, perda de um senso de significado e propósito, um reduzido senso de responsabilidade pessoal, preponderância do afeto e eventual depressão ou regressão com um efeito desintegrador sobre a consciência. Jung falava que o termo era usado por povos primitivos e dizia que, se não confrontada, a condição eventualmente resultava na dissolução da personalidade de um indivíduo na psique coletiva.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.