objetivo

A atividade em que uma necessidade ou pulsão se manifesta e, mais especificamente, a atividade pela qual a necessidade ou pulsão obtém satisfação ou descarga.

"O que distingue os instintos uns dos outros e lhes confere atributos específicos é a relação entre eles, e suas fontes somáticas e seus objetivos. A fonte de um instinto é um processo de exci­tação num órgão, e o objetivo imediato do impulso está na descarga desse estímulo orgâ­nico." (Freud)

Os modos de prazer durante o chamado pe­ríodo de infância, isto é, até o período de la­tência, giram principalmente em tomo das vá­rias zonas erógenas (oral, anal, dérmica, mus­cular etc.). Durante o período de latência, grande parte do prazer e energia antes identifi­cados com essas zonas é desviado para sublima­ções. À saída de energia das áreas pré-genitais dá-se o nome de "energia com objetivo inibido". Na puberdade, verifica-se uma reanimação, em maior ou menor grau, das tendências de obje­tivo inibido e suas manifestações somáticas.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.