AJURIAGUERRA, Julián de (1911-1993)

Basco de Bilbao, de Ajuriaguerra estudou neurologia e psiquiatria na França. Em 1933, foi nomeado residente estrangeiro nos asilos do departamento do Sena, (Asiles de Ia Seine), mas incorporou-se ao Exército repu­blicano espanhol logo no início da Guerra Civil. Depois de participar de uma tentativa de desembarque em Palma de Maiorca, foi enviado para a frente de Huesca em Aragão e voltou para a França em 1937, por ocasião do Congresso da Sociedade Francesa de Neurologia. Seguiu os cursos de neurologia de Jean Lhermitte e de André-Thomas; de­pois, a guerra o conduziu à clandestinidade e à resistência. Em 1945, retomou a exploração dos diversos campos da neuropsiquiatria, a psiquiatria pura com Henri Ey, a psicanálise com P. Mâle, S. Lebovici e R. Diatkine, a psicologia do desenvolvimento da criança com J. Piaget ou H. Wallon, as desorgani­zações psíquicas do paciente idoso e, com H. Hécaen, a fisiopatologia cerebral. Natura­lizado francês, perdeu seu título de professor estrangeiro e foi chamado em 1959 pela Fa­culdade de Genebra, para organizar e dirigir a Clínica Universitária de Bel-Air. Voltou para a França em 1976, para ocupar a recém­-criada cátedra de neuropsicologia do desen­volvimento que o Collège de France lhe confiou. Retirou-se depois para a região bas­ca, onde morreu a 23 de março de 1993.

Na longa série dos seus trabalhos, des­tacamos "Epilepsias, suas formas clínicas, seus tratamentos", em colaboração com L. Marchand (1948), "O córtex cerebral", com H. Hécaen (1949), e ainda o "Manual de psi­quiatria infantil", em colaboração com Tissot de Genève (1970).

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.