caráter, reforma do

Termo psicanalítico referente a uma forma de defesa que ocorre na vida co­tidiana e também, freqüentemente, como uma etapa no curso do processo psicanalítico. Nesta forma de defesa, o paciente apóia-se na prover­bial fórmula do "devasso reformado". Através de sua meticulosidade e conduta cuidadosa­mente vigiada, ele nega a presença dos "anti­gos" traços "maus" e desejos instintivos "maus" recém-descobertos. Está constante­mente preocupado em "vender" – para si mes­mo, para o analista e para o mundo – a ima­gem de si mesmo como de um caráter reforma­do. A mudança, contudo, não é mais do que uma formação de reação temporária e, em tra­balho analítico ulterior, é necessário desco­brir a origem da ansiedade contra a qual essa defesa foi construída.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.