catastrófico, comportamento

Termo introduzido por Kurt Goldstein em 1939 para descrever um certo tipo de distúrbio de comportamento que parecia ser mais ou menos específico, ou carac­terístico, em pacientes que sofriam daquelas perturbações de linguagem e pensamento que foram agrupadas sob o termo diagnóstico ge­ral afasia. Esse comportamento sintomático assume a forma de incapacidade para levar a cabo um simples curso de ação uma vez que este tenha sido interrompido. Os pacientes "tor­nam-se agitados, medrosos e mais inábeis do que de hábito quando lhes são apresentadas tarefas que lhes eram simples, mas que agora são incapazes de executar". Goldstein interpre­ta esses traços de comportamento como carac­terísticos de uma tendência para a arrumação fanática e a reação de desinteresse e aversão como métodos defensivos para evitar o emba­raço "catastrófico". Dir-se-ia que a reação ca­tastrófica provém das reações da personalidade (ou psicológicas) à lesão cerebral orgânica sub­jacente em tantos casos de afasia.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.