centrípeto

Dirigido para o centro. Em psicologia, o termo implica um movimento na direção da psique. Diz-se, por exemplo, que a psicanálise de Freud é essencialmente uma psicologia cen­trípeta. "Para Freud, as finalidades da ciência empírica, com sua inclinação centrípeta para a análise minuciosa e detalhada de fatos obser­váveis, eram absolutas: enquanto que para Jung uma psicologia puramente objetiva não era su­ficiente, na medida em que omitia inteiramente a realidade e o poder inegáveis da idéia." O oposto de forças centrípetas (da mente) são as forças centrífugas. Jung é o mais ilustre defensor do ponto de vista centrífugo, cuja representação principal é o seu inconscien­te coletivo. "Para Jung; a psique é um mundo que contém todos os elementos do mundo maior, com as mesmas forças destrutivas e construtivas – um universo pluralista em que o indivíduo ou realiza ou negligencia o seu papel essencial de criador." (ibid.)

          

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.